Família Aizoaceae

Com distribuição predominantemente tropical, a família Aizoaceae pertencente à ordem Caryophyllales possui cerca de 2500 espécies, distribuídas em 130 gêneros. No Brasil, ocorrem cerca de 3 gêneros e 3 espécies, sendo uma de cada gênero.

Trata-se de ervas suculentas, com adaptações para sobreviver a ambientes áridos e semiáridos

 Classificação Botânica

Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Caryophyllales
Família: Aizoaceae

Ocorrência

Apresentam distribuição tropical, concentrando-se em regiões áridas e semiáridas do sul da África, além da Austrália, perfazendo cerca de 2000 espécies em aproximadamente 130 gêneros. No Brasil, ocorre apenas a espécie Sesuvium portulacastrum, presente nas dunas litorâneas.

Uso paisagísitco

 A família Aizoaceae agrega um vasto acervo de plantas com forma bizarra e muito decorativas, indicadas para mini-jardins, jardineiras e pequenos vasos. A diversificação de formas e colorido das inflorescências tornam essas plantas, ideais para composições rochosas.

Generos com suculentas

Aptenia, Delosperma, Faucaria, Fenestraria, Lithops

Curiosidades

 Lithops – Uma das criações mais incríveis na natureza

Lithops é um gênero botânico que pertence à família Aizoaceae, conhecidas como pedras vivas, possui um caule que fica abaixo da terra e embora seja difícil imaginar, o corpo de uma planta lithops é de fato, um par de folhas modificadas para a máxima eficiência de retenção de água.

Para minimizar qualquer evaporação as folhas tornaram-se truncadas e perderam as características habituais. O formato,  na verdade é uma estratégia para “enganar” animais forrageiros evitando sua predação.

Quanto mais sua coloração parecesse com as pedras e o solo dos arredores maior seria sua chance de sobrevivência, isso levou à evolução das espécies e suas variedades, que vão do verde, cinza, rosa ao marrom e podem apresentar estrias, manchas e pontos, em diversos momentos se assemelham á cérebros.

Origem: África do Sul e Namíbia, e se tornaram altamente adaptadas a condições extremas de seca e calor.

Floração: amarelas, brancas e rosas que surgem no outono, em formato de margaridas são geralmente maiores que o corpo da planta, abrem a noite e seus botões despontam na fendas entre as folhas.

lithops hookeri
Lithops hookeri

lithops 3

lithops optica rubra

lithops
lithops salicola

 Algumas espécies:

OBS: As espécies aqui representadas são todas de minha coleção particular. Algumas ainda não floriram e, neste caso, usarei imagens da internet, mas sempre de plantas que eu possuo.

Sempre que possivel irei identificar de onde retirei a imagem.

Imagem25
Aptenia cordifolia
Imagem45
Delosperma lehmani
Imagem46
Delosperma echinatum
Imagem74
Faucaria bosscheana
Imagem75
Faucaria tigrina
Fenetraria baby toes
Fenestraria baby toes

 

Créditos:

http://www.ceapdesign.com.br/

http://pt.wikipedia.org/

http://www.jardimdesuculentas.net76.net/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s